Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 28, 2012

O SÉCULO DEZESSETE E O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO

Considero o século XVII como um dos mais contraditórios para a história da igreja. Alguns anos antes, houve a Reforma Protestante, Calvino, Lutero e companhia limitada. Logo após veio a Contrarreforma, já falamos sobre ela, um movimento de renovação da ortodoxia católica.               Ao chegar o século dezessete, o fundamentalismo acentuou-se. Ora, já discorremos um pouco sobre ele no artigo anterior. Todo fundamentalista é engessado, ele é capaz de colocar Deus em uma caixa de sapato, de confiná-lo, pelo menos é o que ele pretende fazer. Tentativa inútil. O fundamentalista não é aberto a propostas, ele é radicalista ( diferente de ser radical), ele pensa que a sua verdade é válida, pois, é letrista, não consegue enxergar o espírito do que está sendo dito. O fundamentalismo é morte, ele matou Jesus, estava impresso na mente dos religiosos da época de Jesus. Paulo lutou contra o espírito fundamentalista, Hypátia foi morta por causa dele( ver meu artigo sobre ela). O funda…

A GUERRA DOS TRINTA ANOS. LIGA CATÓLICA UNIÃO EVANGÉLICA E FUNDAMENTALISMO DE AMBOS OS LADOS

Ela foi uma das guerras mais devastadoras da Europa, envolveu países como a Alemanha, Suécia, França, entre outros. O palco de conflitos foi o Sacro Império Germânico ( atual Alemanha).                O século era o XVII. Conforme foi dito, no século anterior  ocorreu a reforma Protestante ( ver os artigos anteriores sobre tal assunto). O tempo da guerra vai de 1618 à 1648. Ora, a base de tudo, além de causas econômicas, foi o FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO de ambos os grupos. De um lado, a LIGA CATÓLICA, de outro lado a UNIÃO EVANGÉLICA.O conflito começou quando um grupo de protestantes espancaram uns monges católicos, em meio a uma procissão. O Imperador alemão, do partido católico, se opôs aos príncipes protestantes. Começam "as lapadas". A Suécia acudiu os protestantes e o seu rei Gustavo Adolfo é conhecido na História como um rei tolerante, pelo menos o que menos pregava o fundamentalismo, Queria, de fato, o fim do conflito e o entendimento de ambos os lados.          …

A CONTRARREFORMA CATÓLICA

Quando se fala em contrarreforma ( este nome já vem com a nova reforma ortográfica, curiosamente, rss), lembramos de imediato da cidade de Trento, norte da Itália, onde ocorreu um dos concílios mais famosos da História da igreja. Este concílio teve seu início em 1545 e terminou em 1563, teve, evidentemente, pausas nas discussões. Paulo III foi o papa que  o convocou. Poucos prelados foram ao concílio. Esta reunião foi extremamente conservadora, seu objetivo era impor uma linha reformadora não doutrinária, mas, prática. De fato, foi uma reafirmação do pensamento medieval e dos instrumentos de tortura e perseguição "herética".           Foram reafirmadas a instituição da inquisição, principalmente na Itália, onde muitos foram duramente perseguidos. A ideia básica era de que a força devia ser usada para impor o pensamento da igreja. O concílio, é evidente, fortalecia o poder papal. A transubstanciação pensamento oriundo do século treze, através do concílio de Latrão, tam…

A TEOLOGIA DE LUTERO: A GRAÇA E A LEI

Para Lutero, a lei e a graça não eram duas coisas antagônicas, ou seja, oriundas de fontes distintas. É verdade que a lei não salva, porém, ele tem sua origem em Deus e teve seu objetivo desfigurado. Existe lei no Antigo testamento assim como existe graça, ou seja, a graça não está restrita ao Novo testamento. A lei é revelada para condenar, revela, portanto, o juízo divino ao pecador, a graça vem em direção ao pecador exatamente como resposta a esta condenação. Lei e graça são partes da revelação de Deus.        O pecador tem em Jesus esta justificação, na cruz, no escândalo da cruz. É na teologia da cruz que está a resposta para a enfermidade humana. É a cruz que inclui e transforma. Cruz é renúncia, é doação, é amor. O ímpio se faz justo e esta justificação é escandalosa, na medida que a mente humana não a entende. A mentalidade farisaica não a compreendeu. Por esta razão, é preciso entender que o justo é colocado nesta posição pelo Pai, mediante a oferta radical de Jesus na …