Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 22, 2012

PARA ENTENDER O CÓDIGO DA VINCI

Que o Código da Vinci foi um sucesso de vendas, isso todo mundo sabe, que o seu autor  chama-se Dan Brown, também não é novidade para ninguém. É um escritor norte-americano. O livro é um romance, porém, para compreendê-lo, é necessário entender conceitos como Priorado de Sião e Opus Dei, entre outros.          Basicamente falando, a trama se desenvolve na França, quando um Curador pertencente ao Priorado de Sião é assassinado por um Monge albino chamado  Silas, que, por sua vez, pertence a Opus Dei.        Começarei falando sobre esta instituição ou "sociedade secreta" conhecida como OPUS DEI ( obra de Deus).              O ano era 1928, e na    Espanha um sacerdote católico resolve fundar uma instituição que, sem romper com a igreja, estaria disposta a transformar o mundo de dentro para fora. Surge a Opus Dei, e seu fundador foi Josemaría Escrivá.              Seu objetivo era englobar um número cada vez maior de membros e penetrar no sangue da sociedade, santifica…

MITOLOGIA GREGA, APOLO.

Filho de Zeus e da deusa do anoitecer, Leto ou Latona, Apolo também é conhecido como Febo. Era irmão gêmeo de Diana. Diz a mitologia que sua mãe foi perseguida por uma serpente, Píton, mandada por Hera, para se vingar da traição de Zeus. Leto foi auxiliada por Netuno na ilha de Delos, onde nasceu Apolo. posteriormente, ele teria matado a tal serpente, Pítia, o nome pitonisa vem daí, pois, era uma sacerdotisa do templo de Apolo, em Delfos. Apolo era o padroeiro da cidade de Delfos e também o deus da cura, da beleza, da verdade, do equilíbrio, da razão e da medicina. Seu filho, Asclépio, foi fulminado pelo raio de Zeus, depois que Hades reclamou ao senhor dos deuses a diminuição do números de mortos, e, consequentemente, menos entrada de almas no inferno.       Apolo apaixonou-se por Dafne, uma Ninfa, porém, ela não correspondeu ao seu amor, transformando-se em um loureiro, ele fez uma coroa de folhas de louro, a Laura (nome da minha filha), que passou a simbolizar o triunfo e a vit…

MITOLOGIA GREGA, PÃ.

A mitologia grega retrata uma figura interessante, é uma divindade das matas, das florestas, dos bosques, chamada Pã.    Era um ser esquisito, feio na aparência, no entanto, muito adorável. Sua compleição física era meio homem, meio animal, possuía orelhas pontiagudas e nariz enorme, tinha também uma cauda de bode. Ademais, possuía patas e cabelos hirsutos. Era uma figura monstruosa. O movimento das folhas das árvores era atribuído, muitas vezes, a Pã. Um ruído estranho ou um uivo não identificado, tudo era motivo de medo por parte de alguns.          A palavra pânico vem daí.       Certa vez, ele perseguiu uma Ninfa até ela entrar em um rio, não pretendia o seu mal, apenas conquistá-la, no entanto, ela se transformou em um junco, para fugir dele. Triste, ele pegou parte deste junco e fabricou uma flauta, a fim de que a voz da sua amada saísse e encantasse a muitos.É a famosa flauta de Pã.         A figura popular atribuída ao diabo é o deus pã. é um diabo pãganizado.           Prof. Jo…

MITOLOGIA GREGA, HERMES.

Hermes é o deus grego do comércio. Também é conhecido como o deus da oratória, da eloquência, e, em certo sentido, junto com Apolo, o deus da medicina. Era filho de Zeus com a deusa Maia, a deusa da fecundidade. O seu nome romano é Mercúrio. No livro de atos dos Apóstolos Paulo é confundido com Mercúrio ( Hermes).    Hermes era muito peralta, realizando as suas traquinagens com os deuses. Foi ele que roubou o raio de Zeus e o Tridente de Possêidon, também furtou a lança de Hades e as flechas de Cupido. Zeus amava as suas peraltices, se divertia com elas, de fato, era muito mimado pelo senhor do Olimpo.    Certo dia, observou duas cobras brigando, pegou uma vareta e, para separá-las, apontou a varinha para elas, que, enroscadas até a extremidade, virou o caduceu, hoje, símbolo da medicina.    Ao crescer, tornou-se o mensageiro dos deuses, e condutor das almas ao inferno. Era muito veloz, por causa das suas asinhas nos pés. Era Hermes que rompia o vínculo da alma com o corpo, quando est…

MITOLOGIA GREGA, DIANA.

Ártemis era o outro nome da deusa grega Diana, de fato, era o seu nome grego, pois, Diana é o seu nome latino. Era filha de Zeus e irmã de Apolo, aliás, nasceu no mesmo dia que o deus da cura, Apolo, logo , era seu irmão gêmeo.     Ártemis foi favorecida por Zeus, que lhe concedeu vinte Ninfas que a acompanhava durante a sua jornada entre as montanhas, bosques, planaltos, rios, etc. Ela é representada usando arco e flechas e acompanhada por um cão.     A deusa escolheu não se casar, falou com seu pai, Zeus, que preferia o celibato, pedido que lhe foi concedido. Em Éfeso, onde hoje é a Turquia, na Ásia Menor, foi construído um templo em sua homenagem, aliás, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Era um local pomposo, esplendoroso.      Certo dia, a deusa entrou numa caverna para se banhar com sua ninfas, um jovem chamado Acteão, exausto, e sem saber que a deusa estava ali, adentrou o recinto e flagrou a bela deusa na água, Diana não titubeou, o jovem ia explicar que foi um acidente,…