Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

PAULO E O CONCÍLIO DE ATOS 15

O apóstolo Paulo foi, sem dúvida, o mais emancipado de todos os homens e o cristão que mais entendeu Jesus e o Evangelho ( Ora, entender Jesus é entender o Evangelho, já falei anteriormente que as igrejas não compreenderam Jesus, são legalistas e controladoras, se transformaram em confrarias religiosas com líderes autoritários e abusadores. Líderes que impõem os seus caprichos e vontades. Doutrinações e julgadores de homens estão por estas igrejas, principalmente as "pentecostais". Embora ainda haja  gente decente nestes lugares e de boa intenção).
   O livro de Atos nos diz que:"Alguns desceram da judeia  ensinando: Se não vos circuncidardes, não podeis ser salvos". Colocando a questão para os dias atuais: Se não fizerdes partes desta igreja não podeis ser salvos, se não vos batizardes não podeis ser salvos, blá, blá, blá... estas idiotices todas que no dizer do próprio Jesus são "doutrinas de homens". Estes fanáticos legalistas sempre existiram e semp…

APÓSTOLO PAULO PARTE 3(O PERSEGUIDOR)

Como Paulo possuía uma cidadania romana, logo, ele possuía mais de um nome. Seu nome PAULO ( pequeno), era o seu nome adicional(cognomen). Não sabemos o seu nome gentile(nome de família). Saulo era seu nome hebreu. Variação de Saul. Lembrem-se que Paulo era da tribo de Benjamim.    Saulo ( Paulo) era um tenaz perseguidor da igreja o livro de Atos diz:"Saulo, porém, assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, encerrava-os no cárcere."     O livro de Atos também nos mostra que ele pediu cartas de extradição ao sacerdote de Jerusalém afim de prender alguns do "Caminho" em Damasco. Não poupava nem as mulheres. Para ele, Jesus não era o Messias. Um messias crucificado seria uma contradição de termos. Como um messias poderia ter sido pendurado num madeiro, se as escrituras dizem que seria maldito aquele que fosse pendurado num madeiro? Para Paulo este novo ensino tinha que ser extirpado, a semelhança de um câncer que tem de ser retirado par…

O APÓSTOLO PAULO, PARTE DOIS

Nietzsche falou que Paulo era um falsário. Isto não é verdade. Embora eu tenha uma apreciação por este filósofo, é evidente que ele estava equivocado em relação ao Apóstolo.   Um dos maiores escritores de literatura antiga grega. Ele entendeu Jesus como ninguém jamais entendeu. Basta lê a CARTA AOS ROMANOS E A CARTA AOS GÁLATAS  que dá para compreender como ele é o APÓSTOLO DOS GENTIOS E DA LIVRE GRAÇA SOBERANA E DESIMPEDIDA. A igreja cristã nunca o entendeu até os dias de hoje. A história mostra isto. A igreja é legalista. é farisaica, é manipuladora, é controladora das mentes humanas. É desumana. É maquiada. Prega uma graça que é uma desgraça. As "pentecostais" em especial. As "neo-pentecostais" pregam um deus fisiologista. Uma teologia do fisiologismo, do ganho pessoal. Um deus capitalista. Uma desgraça. Jesus e Paulo não foram compreendidos, salvos um ou outro lampejo do Evangelho em certos indivíduos ao longo da História, não se pode generalizar , é verdade.    …

NATAL ( MATEUS)

Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, em dias de Herodes,eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém. E perguntaram:Onde está o recém - nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo.Tendo ouvido isso,alarmou-se o rei Herodes,e, com ele,toda a Jerusalém; então convocando todos os principais sacerdotes e escribas do povo,indagavam deles onde o Cristo deveria nascer.Em Belém da Judeia,responderam eles, porque assim está escrito por intermédio dos profetas: E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as principais de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar a meu povo Israel. Com isto, Herodes, tendo chamado secretamente os magos, inquiriu deles com precisão quanto ao tempo em que a estrela parecera. E, enviando-os a Belém,disse-lhes: Ide informar-vos cuidadosamente a respeito do menino;e, quando o tiverdes encontrado,avisai-me, para eu também ir adorá-lo...    Entrando na casa, viram o menino com Maria sua mãe. Pr…

DARWIN E NIETZSCHE

Darwin foi um cientista inglês(1809-1882) famoso pela sua teoria da evolução, marcou profundamente a biologia, sua famosa teoria revolucionou a ciência, e até hoje é estudada e questionada. Segundo ele, as espécies evolui naturalmente ao longo do tempo, em uma concatenação natural. Quando existe intervenção humana o processo é mais "acelerado". O homem passa a ser um animal, ele não é mais fruto da criação de Deus. Ele é animal, complexo é verdade, porém, animal. Deus está fora do jogo. Entra o acaso. Deixa-se a finalidade de lado. Aliás, a finalidade tem sua meta menos complexa. A evolução é complexa demais para ter finalidade, segundo Darwin.    Nietzsche  (1844-1900) é um filósofo alemão que fundamenta o pensamento moderno, escreveu entre outra obras: Assim falou Zaratustra, O anti-Cristo e a genealogia da moral. Proclamou a morte de Deus. Influenciado por Darwin falou que " o homem é um animal doente". Este homem deve ser autônomo e livre de qualquer influênc…

CABO DE SANTO AGOSTINHO, PARTE 3

Duarte Pacheco Pereira. Este é o nome de um cosmógrafo português que teria vindo ao Brasil em 1498. Bem, isto é o que se tem por dedução. Todavia, não há comprovação. Tudo está na linha do possível. Do talvez.     A história é basicamente o seguinte: Em 1505, Pacheco escreveu o "Tratado dos novos lugares da Terra". Nele estão as seguintes palavras: "temos sabido e visto como no terceiro ano de vosso reinado, do ano de nosso Senhor de mil quatrocentos e noventa e oito, donde Vossa Alteza mandou descobrir a parte ocidental, passando além a grandeza..." Os historiadores divergem, pois, Pacheco não é claro quanto ao fato de ter avistado a terra chamado Brasil. Ele apenas diz que houve uma ordem de expedição, ademais, fala de uma terra, com ilhas adjacentes. Que terra seria esta? O Brasil? não se sabe. Tudo está na esfera das possibilidades.    Fato mais verídico está relacionado ao espanhol Yanez Pinzón. Este navegador espanhol teria chegado ao Brasil entre janeiro e fev…

CABO DE SANTO AGOSTINHO, PARTE DOIS

Será que a viagem de Cabral ao Brasil foi intencional? Hoje em dia a história de que ele teria chegado às terras brasileiras de modo casual não é bem aceita, por vários motivos. Um dos motivos é o Tratado de Tordesilhas assinado em 1494. Já falei sobre ele no artigo passado. Ora, se Portugal não sabia da existência de terras mais a oeste,por que então ele brigou pra que a linha demarcatória fosse mais avançada em direção do Brasil? pelo primeiro tratado a linha que dividia o mundo de então deixaria Portugal sem terras na América.Ademais, havia neste país lusitano experientes cartógrafos e geógrafos. A escola de Sagres, por exemplo, era um grande centro de estudos náuticos.      Na carta escrita ao rei português,a expressão que se usa para as terras do Brasil é ACHAMENTO, no contexto da época achar pode significar uma palavra que da entender que estou procurando alguma coisa.      Quanto ao fato de outros indivíduos que vieram para o Brasil antes de Cabral, falarei posteriormente,        …

CABO DE SANTO AGOSTINHO

Em 1494 foi assinado o TRATADO DE TORDESILHAS entre Portugal e Espanha. Era a época dos "grandes descobrimentos",das grandes navegações. As duas maiores potências da época do mundo europeu disputavam os domínios sobre "terras descobertas e terras a descobrir".      A Portugal coube a primazia de lançar-se ao mar e contornar o continente africano ainda no final do século XV. As especiarias eram cobiçadas. Elas vinham das Índias e davam grandes lucros quando revendidas na Europa. Pimenta, cravo, canela e outros produtos eram raríssimos e rentáveis. O tratado, portanto, dividia as terras entre espanhóis e portugueses. Eram 370 léguas a partir das ilhas de Cabo Verde próximo ao litoral africano. Esta linha imaginária dizia que as terras a oeste da linha eram da Espanha e a da parte leste pertencia ao domínio português. O Brasil , portanto, estava garantido para os lusitanos. O rei da França na época protestou e chegou a dizer: "queria ver o testamento de Adão qu…

PIOR QUE FAZER O MAL...

Assim falou o Dietrich Bonhoeffer: "pior que fazer o mal é ser mal".   Um rei segundo o coração de Deus, uma mulher bonita, um marido traído. Um salmo escrito com arrependimento sincero, salmo 51.  Uma alma purificada e tranquila. O perdão divino.      Um pescador cansado. Traidor. Traiu o mestre. Ele já havia dito que seria traído. Uma ressurreição. Um recado :" diga aos meus discípulos e a Pedro que vou adiante de vós para a Galileia... que maravilha. pior que praticar o mal é ser mal. Tanto o rei Davi como Pedro não eram maus, fizeram o mal. A frase do Bonhoeffer é bálsamo para a alma. É esperança. É libertação. É cura. É alívio. É libertação para uma consciência que foi relativizada porém, que não quer ficar onde está. Sabe que a questão não é cair, mas, como se levantar. "Pior que fazer mal é ser mal". Uma consciência que não se torna cínica. Que não quer ser mal, e não quer praticar o mal. E que espera em deus em um mundo relativizado e caído.    Para pr…

DOM HELDER CAMARA O BISPO VERMELHO

Jacques Maritain foi um filósofo francês que influenciou profundamente o pensamento de Helder após a sua passagem pelo integralismo. Este filósofo e teólogo católico pregava uma democracia social e um humanismo integral. O integralista Helder se transforma. Em 1950 Dom Helder funda a CNBB. Entra em choque com bispos conservadores. Ele é nomeado arcebispo de Olinda e Recife em 1964. Começa a fase vermelha. Visita presos políticos. Denuncia torturas. denuncia os altos impostos e os altos preços dos alugueis. Incomoda os militares. Realiza as "noitadas filosóficas" com intelectuais, inclusive com  Ariano Suassuna.É apelidado de "bispo vermelho " e "santo rebelde". Fidel castro de batina. Entre outros apelidos. Em 1967 recebe o título de cidadão pernambucano. Em 1968 é alvo de um atentado na igreja das fronteiras no Recife, aliás , ele não estava presente, a igreja foi metralhada por 4 homens encapuzados. Um ano após, o padre Henrique , ligado a DOM HELDER é …

DOM HELDER CÂMARA ( CONTINUAÇÃO)

Aos 14 anos de idade, Helder entra no seminário. Era leitor voraz e muito dedicado. Magrinho, recebia visitas da sua mãe vez por outra. Destacou-se nos estudos.  Ao se formar, na década de 1930, o padre Helder torna-se integralista. O contexto no qual estava vivendo ajudou na sua decisão. Ora, a igreja católica ao longo dos anos sempre esteve ao lado das forças do poder. Ainda no período colonial ela esteve vinculada a metrópole. No império, havia o regime do padroado, onde os bispos eram indicados pelo imperador. Estado e igreja andavam juntos. Ombro a ombro. Com o advento da REPÚBLICA, houve uma separação entre os dois poderes. A República é laica. Começa assim o processo de romanização, ou seja, uma influência maior de ROMA no campo religioso católico brasileiro. Para Helder, somente um poder centralizador podia dirigir o país. O integralismo era um mal menor. Como se sabe, o partido integralista brasileiro era simpático ao fascismo com a sua postura de centralização do poder. e uma…

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE, DA DESVIARIDADE, DA COBICIALIDADE

Estas duas palavras do título, de fato, não existem, foi criada por minha pessoa agora. São neologismos. Não é preciso usá-las no dia a dia, são palavras que me vieram a mente para colocar no título deste artigo e "apelidar" a teologia da prosperidade. Visto que esta teologia desvia da verdadeira palavra de Deus, além disso, ela é cobiçosa( a teologia da prosperidade).     Isto posto, quero explicar o seguinte:   Em primeiro lugar esta teologia é a anti - palavra de Deus, vejamos: no livro de provérbios cap. 30, se diz não me dês a pobreza e nem a riqueza... dá - me o pão que for necessário... ora, isto vai de encontro ao pensamento desta teologia que cobiça a riqueza, não é necessário mais explicações. Agora vamos para o Novo testamento: vamos fazer uma análise das palavras e Jesus ( eu falei de Jesus). "Não acumuleis tesouro sobre a terra... (leia mateus 6:19...) A teologia da prosperidade não prega isto, ora, nós bem sabemos o que ela prega. Jesus disse também nos e…

BONHOEFFER E A TEOLOGIA NAZISTA PARTE II

Bonhoeffer lidera um movimento de resistência ao ditador nazista. É a igreja confessante. O estado, dizia ele, era grotesco, o estado tinha negado a si mesmo. A igreja tinha que trabalhar contra o estado quando este torna-se absoluto, era o pensamento do teólogo Dietrich.   A teologia hitlerista era a de que o "REICH" ( império) alemão deveria se basear na "raça pura". Os alemães seriam descendentes, segundo Hitler, dos arianos, um povo de olhos azuis, loiros, altos e fortes. Claro que esta ideia era absurda, não existe "raça superior" do ponto de vista histórico e antropológico. O que existe são povos diferentes, cujo código genético é igual. Não existe o "sangue puro", "sangue azul". Assim como não existe cultura superior a outra. O que de fato existe são culturas diferentes e com tecnologias diferenciadas. Todavia, não existe superioridade de uma cultura sobre a outra, caso contrário, estaremos praticando o ETNOCENTRISMO, isto é, …

BONHOEFFER E A TEOLOGIA NAZISTA

No ano de 1933, o nazismo ascende ao poder na Alemanha. O contexto após o fim da primeira guerra mundial era de  caos absoluto, a crise de 1929, surgida nos E.U.A. se espalhou para vários países, inclusive o Brasil. O país germânico havia assinado o Tratado de Versalhes. Pesadas indenizações, perda de territórios, proibição de investimento no exército, entre outras penalidades. A inflação estava galopante. Os preços das mercadorias aumentavam cada vez mais. O ressentimento generalizava-se. O partido nazista ascende. O presidente alemão coloca Hitler como ministro. Falece tempo depois. Através de ameaças e intimidação o "Fuhrer" ( líder), título atribuído ao líder do nazismo, chega a posição de liderança absoluta no país. Torna-se um ditador. Começa um dos períodos mais sangrentos da história. A Alemanha conhecida como a "Meca das ciências", dos grandes cientistas e físicos. A Alemanha de Einstein, de Kant, de Lutero, estava cega por uma ideologia desumana. Em me…

BONHOEFFER E A IDEIA DE GUETO RELIGIOSO

Ainda jovem, Bonhoeffer visitou a cidade de Roma. O culto, a missa, o domingo de ramos, a esfera de religiosidade, do sagrado, da transcedência. do divino, tudo isso serviu de influência positiva para aquele que seria um dos maiores teólogos do século XX. A sua tese de doutorado e pós - doutorado foi neste sentido.    E a igreja? o que seria a igreja? Ela seria um ente restrito ou universal? Bonhoeffer seguiu o segundo pensamento, contrariando a ideia dominante de uma igreja nacional alemã baseada na "raça superior". Contrariando também o conceito: "fora da igreja não há salvação" tão usado ainda hoje no contexto do cristianismo, quer seja na sua vertente protestante, bem como na sua vertente católico- romana, aliás, contrariando a ideia bíblica do sacerdócio universal.     Para pensar,     Prof. José Costa.

DOSTOIÉVSKI

Ele é considerado um dos maiores escritores da literatura russa e mundial. Seu nome era Fiódor Mikháilovitch Dostoiévski.   Filho de uma pai que era médico e que trabalhava em um hospital pobre de Moscou, foi um gênio da escrita existencialista. Nasceu em Moscou, no ano de 1821.   Cresceu em um ambiente de doenças, ouvindo os gritos dos moribundos que eram pacientes do seu pai. Aliás, não possuía uma boa relação paterna. Amava porém, sua mãe, que veio a falecer antes do seu pai, quando ele era ainda jovem.      O seu pai chamava-se Mikhail. O mesmo nome de do seu irmão, que aliás, faleceu quando Dostoiévski, ainda estava vivo.      Após a morte de seu pai, ele sente profunda angústia e dor. Vale salientar que Fiódor desejava frequentemente a morte do pai. Surge o remorso, a dor, a ambiguidade o sofrimento interior de uma alma conflituosa.      Em 1849, é condenado a morte, cuja sentença é transformada em exílio na Sibéria. Passados 4 anos, depois de conviver com ladrões e prostitutas ele …

Bonhoeffer, adolescência

O jovem Dietrich Bonhoeffer aos 13 anos de idade chegou a dizer que : "estava claro para mim que eu estudaria teologia". De fato, com cerca de 15 anos de idade ele falou a sua família o grande desejo de torna-se teólogo. Seu pai, Karl Bonhoeffer, não gostou muito da ideia e seu irmão klaus também não. Este último era advogado.    O contexto da adolescência de Bonhoeffer era o da primeira grande guerra mundial. O tratado de Versalhes impunha duras penalidades para a Alemanha, não permitindo o investimento maciço em armamentos, perda de territórios e pesadas  indenizações. Havia, no entanto, treinamentos secretos. Bonhoeffer chegou a treinar: " o cabo que nos treina é muito bem - humorado e gentil", escrevia ele para a irmã.     Prof. José Costa.

DOM HELDER CÂMARA

Helder Pessoa Camara, é, sem dúvida, um dos nomes mais famosos da história da igreja no Brasil, na sua vertente católica. Na vertente protestante temos o Caio Fábio, Eneias Tognini, entre outros.  Nascido em Fortaleza, no dia 07 de fevereiro de 1909, desde cedo brincava de missa em sua casa, com alteares improvisados com caixas. Seus pais era de família da classe média cearense, vinculados à poderosa família oligárquica dos Acióli.  O nome de seu pai era João Eduardo Torres Camara Filho, trabalhou como guarda - livros durante toda a sua vida. A sua mãe era uma professora, chamava-se Adelaide Rodrigues pessoa. os dois conheceram-se em uma viagem de trem. Quando o trem descarrilou em um acidente, Adelaide teria socorrido João eduardo, depois começaram o namoro.  Falarei mais sobre D. Helder posteriormente.  Prof. José Costa.

DITADORES

Getúlio Vargas foi um dos ditadores  que o século xx conheceu. Nascido no Rio Grande do Sul,em 19 de abril de 1882, chamava-se Getúlio Dornelles Vargas. Era de "berço de ouro". De família tradicional. A oligarquia dos Vargas. Desencantado com a vida militar, entrou na política. Foi deputado e presidente(governador) do Rio Grande do Sul. Formado em direito. Assumiu a presidência do Brasil em 1930, após a deposição do presidente Washington Luís, que representava a Velha República. Não foi eleito democraticamente. É, sem dúvida, um dos presidentes mais conhecidos da História do Brasil. Implantou (não criou ) algumas leis trabalhistas no país. Vale lembrar que estes direitos  só eram válidos para o trabalhador urbano. O rural não tinha vez. Vargas não cogitava a possibilidade da reforma agrária. O trabalhador rural já estava controlado pelo coronel latifundiário da época. Não representava ameaça para o presidente.     Implantou o ESTADO NOVO (1937 - 1945). Perseguiu opositores…

A REPÚBLICA

O TERMO SIGNIFICA COISA DO POVO. TEM ORIGEM ROMANA. NEM SEMPRE O POVO  PARTICIPA NÃO É?
   A REPÚBLICA NO BRASIL COMEÇOU EM 1889. TODO MUNDO SABE DISSO. A FAMOSA DATA DE 15 DE NOVEMBRO DE 1889. O NOME PRINCIPAL? DEODORO DA FONSECA. MARECHAL, AMIGO DO IMPERADOR, ALAGOANO. ATUOU TAMBÉM NO RIO GRANDE DO SUL.     DE FATO, A PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA TEVE VÁRIAS CAUSAS. A HISTÓRIA NÃO É TÃO SIMPLISTA . EM PRIMEIRO LUGAR A FORMAÇÃO DA P.R.P. OU SEJA, PARTIDO REPUBLICANO PAULISTA, FORMADO PRINCIPALMENTE POR CAFEICULTORES ENRIQUECIDOS COM A PRODUÇÃO DO CAFÉ EM SÃO PAULO, MUITOS DELES DEFENDIAM MAIS AUTONOMIA PARA OS ESTADOS ( PROVÍNCIAS). PRETENDIAM CHEGAR AO PODER, COMO ACONTECEU POSTERIORMENTE. ERAM LIBERAIS, PORÉM, UM TIPO DE  LIBERALISMO QUE LIMITASSE O PODER DA MASSA, NÃO ERAM TÃO LIBERAIS ASSIM. O FORTALECIMENTO DOS MILITARES COM A GUERRA DO PARAGUAI. LEMBRANDO QUE A FORÇA MILITAR NÃO ERA ALVO DA ATENÇÃO DO IMPERADOR. HAVIA RESSENTIMENTO. ADEMAIS, A MENTALIDADE ERA DE QUE A MONARQUIA JÁ…

A CULTURA

A PRODUÇÃO CULTURAL É ESSENCIALMENTE HUMANA, OU SEJA, O SER HUMANO É PRODUTOR, REALIZADOR DE CULTURA. ELE FAZ CULTURA. DESDE OS PRIMÓRDIOS DA HUMANIDADE O HOMEM CRIA INSTRUMENTOS DE TRABALHO, ARTES, IDEIAS, LEIS, ARTEFATOS VÁRIOS, ETC. ISTO É UM PONTO QUE DISTINGUE A HUMANIDADE DOS ANIMAIS. A HISTÓRIA CULTURAL VEM GANHANDO DESTAQUE CADA VEZ MAIS, PRINCIPALMENTE A PARTIR DA DÉCADA DE 1970. PETER BURKE É UMA REFERÊNCIA NA ÁREA. É UM HISTORIADOR INGLÊS.   ACHO IMPORTANTÍSSIMO O ESTUDO DA CULTURA, COMPREENDER CONCEITOS COMO ETNOCENTRISMO ACULTURAÇÃO, CULTURA MATERIAL E IMATERIAL, ENTRE OUTROS. FICA O CONVITE PARA MERGULHARMOS NO TEMA.    PROF. JOSÉ COSTA.     PARA PENSAR.

O JESUS HISTÓRICO, PARTE DOIS.

JESUS É UM PERSONAGEM HISTÓRICO. NÃO HÁ DÚVIDA QUANTO A ISTO. OS MITICISTAS ARGUMENTAM QUE NÃO HÁ NENHUMA ESCRITA ORIUNDA DE SUAS MÃOS. ORA, É VERDADE QUE JESUS NUNCA ESCREVEU NADA( A ÚNICA REFERÊNCIA A UM ESCRITO DELE ESTÁ EM JOÃO CAPÍTULO 8). NO ENTANTO, ISTO NÃO PROVA COISA NENHUMA, VISTO QUE SÓCRATES TAMBÉM NÃO ESCREVEU E É CONSIDERADO UM PERSONAGEM REAL.
   ARGUMENTAM OS MITICISTAS QUE NÃO HÁ UMA DOCUMENTAÇÃO OFICIAL ROMANA FAZENDO REFERÊNCIA A JESUS. ISTO TAMBÉM NÃO PROVA NADA, VISTO QUE NÃO EXISTEM REFERÊNCIAS OFICIAIS ROMANAS A TANTOS OUTROS, ADEMAIS, A ÚNICA REFERÊNCIA OFICIAL A PÔNCIO PILATOS FOI DESCOBERTA NA DÉCADA DE 60, UMA REFERÊNCIA ESPARSA, PEQUENA. NEM POR ISSO DESACREDITAMOS QUE PILATOS EXISTIU.
   JESUS É MENCIONADO POR FLÁVIO JOSEFO, UM JUDEU ERUDITO QUE ESCREVEU A HISTÓRIA DOS HEBREUS, NO SÉCULO PRIMEIRO. TÁCITO E SUETÔNIO TAMBÉM FAZEM REFERÊNCIAS A JESUS. ADEMAIS, TEMOS OS EVANGELHOS, OS ATOS DOS APÓSTOLOS, A CARTA DE PLÍNIO O JOVEM , NO SÉCULO SEGUNDO, PAPIAS U…