Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 12, 2013

UMA FILOSOFIA DA RELIGIÃO

Conforme o título já diz, realizar filosofia da religião é fazer uma análise crítica e reflexiva sobre o fenômeno religioso. Esta prática é muito antiga. Os gregos da antiguidade já faziam isto.    Platão chegou a afirmar que a religião pode servir de instrumento de manutenção do poder instituído. O pai da medicina, Hipócrates, falou que as doenças tem causas naturais, o que para a época era um pensamento revolucionário. O próprio Sócrates foi morto porque questionou a existência dos deuses e falou na possibilidade de um Deus único. Eurípides disse que o ser humano tem uma fé interesseira, de acordo com suas conveniências. Foi uma espécie de iluminista em sua época, séculos antes do iluminismo surgir como filosofia. Demócrito falou que a religião é medo causado por impressões de fenômenos que não podemos explicar. Tucídedes um historiador grego fez História científica, sem superstição e mitologia.      Para pensar       Prof. José Costa.

HERÁCLITO DE ÉFESO, O FILÓSOFO DO DEVIR

Um dos maiores filósofos da História, Heráclito era de família rica, aristocrática. Nasceu em Éfeso e era um indivíduo reservado. De fato, ele dizia que era necessário o desprezo pelas massas, pois, elas viviam adormecidas, vivendo sem o uso da razão. Somente o verdadeiro filósofo pode viver em harmonia com o logos.      Nasceu, provavelmente, em 540 a. C. e morreu em 480 a. C. e uma dos seus pensamentos centrais era a explicação de que tudo o que existe tem a sua origem no fogo. De fato, dizia ele, tudo era devir, ou seja, via a ser.  "Tudo flui"! é o pensamento da filosofia heraclitiana. A sua escola é conhecida como mobilista. Assim como o fogo é perene e se movimenta, assim a realidade é dinamismo puro.    O Logos também possui lugar de proeminência no pensamento deste filósofo o termo pode ser definido como " a lei de que rege o cosmo", portanto, nós participamos do logos, mas, somente o verdadeiro filósofo é que possui esta percepção.        Prof. José Costa.

ANAXÍMENES, O TERCEIRO FILÓSOFO

Ele era filho de Euristrato. Foi discípulo de Anaximandro. Viveu no sexto século a.C. ( 588 a 524 a. C.). Anaxímenes julgava que a base de toda a existência é o ar. Em relação a Anaximandro isto parece ser uma espécie de retrocesso. Em relação ao seu mentor e amigo.   Ao que parece, o ar de Anaxímenes não era um elemento material. Ele sugere que existe um elemento espiritual que também está no ser humano, o pneuma, que dá origem a tudo : ao fogo, a água, as pedras, a vida enfim.  Ainda pareça ser um pensamento um tanto tolo, ele propôs um argumento racional e não mítico para toda a existência e reforçou a ideia de que existe uma base única para tudo.  Tales, Anaximandro e Anaxímenes revolucionaram o pensamento filosófico e levaram muitos a questionar a realidade e propuseram uma resposta ao fundamento último de toda a realidade.    Prof. José Costa.