Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 24, 2013

DAVI E O GIGANTE FILISTEU

O profeta Samuel ungiu a Davi como o Rei de Israel, isto ocorreu no século X antes de Cristo. Samuel cometeu um erro básico, julgou  segundo a aparência. Erro este que vem sido cometido durante a História humana, principalmente no meio farisaico religioso. Tenho alguns artigos que falam de tal fenômeno.    Ora, Davi contemplou a ameaça que Israel sofria por parte de Golias, o filisteu. Os filisteus eram inimigos acirrados dos israelitas, sempre prontos a batalhar contra os hebreus. Eram os povos do mar. Sua organização social baseava-se em um conselho de príncipes. Eram uma pedra no sapato dos israelitas. Golias era um descendente dos gigantes. Possuía o seu DNA. Tinha, provavelmente, 3 metros de altura. Davi o enfrentou com uma funda e o venceu. Anos depois, o Rei que venceu o gigante fora, não consegue vencer o gigante dentro. Comete um homicídio e um  adultério.      Os maiores monstros são os monstros da alma.     Para pensar.     Prof. José Costa.

DAVI, REI DE ISRAEL.

Em 1993, em uma escavação arqueológica, na região da Palestina onde se localizava a cidade bíblica de Dã, foi encontrada uma inscrição fazendo alusão ao rei Davi. Este fato fato veio corroborar o que o  texto bíblico já dizia, a existência histórica do segundo rei de Israel, o pai de Salomão, conhecido como Davi.   Ele foi poeta, Rei, músico, estadista, profeta, salmista, guerreiro e uma das personagens bíblicas mais destacadas do Velho testamento. O Novo Testamento também não poupa referências ao Rei Davi. Sem falar que a Bíblia o coloca como sendo o "homem segundo o coração de Deus".     Davi era um dos filhos de Jessé, um belemita. Certo dia, o profeta Samuel foi designado para ungi-lo Rei, no lugar de Saul. Depois de uma repreensão severa que Deus  infligiu a Samuel, que confundiu Davi com Eliabe, ele é chamado e ungido Rei. A partir daí, alguns anos passaram-se até que ele assumiu o reinado.       Prof. José Costa.